Data: 12-Out-2018
De: Renan
Cidade: João Pessoa
Assunto: Apostolado

***

Dra. Ivone, Salve Maria!

Meu nome é Renan Ribeiro, tenho 20 anos, sou de João Pessoa e atualmente estudo Relações Internacionais. Sou catequizando da catequese de Crisma na mesma cidade e me interessei muito sobre a ideia de uma construção de uma escola verdadeiramente católica. É fato que aqui em João Pessoa as escolas católicas não são mais católicas, o que produz um fato alarmante do qual eu posso ver quando vou para a Catequese de Crisma: todos os meus colegas de Crisma não estão nem ai para os ensinamentos de Cristo e de sua Santa Mãe Igreja; muitos não estudam quando chegam em casa e nem se comportam como verdadeiros católicos fora da Igreja. Muitos envolvidos em casos amorosos com acólitos… enfim! É uma bagunça, infelizmente.

A catequese da minha Igreja é relativamente boa, mas o que falta é um método de ensino que aumente o comprometimento dos alunos com a catequese e com a vida católica, que praticamente inexiste nos jovens crismandos de hoje. Tenho esta preocupação pertinente, pois serei catequista de Crisma próximo ano e queria saber se a Sra. poderia me aconselhar sobre métodos pedagógicos dos quais eu, juntamente com os outros catequistas, poderíamos implantar na próxima turma de jovens; fazendo com que eles tenham resultados melhores dos que tem hoje. Quais métodos deveríamos usar? Qual bibliografia básica a Sra. recomenda? Como fazer com que jovens de 14, 15 anos, que ouvem na maioria das vezes músicas depravadas, possam passar a enfrentar a vida espiritual com seriedade e com o estudo da Doutrina Sacrossanta?

É um verdadeiro mistério para mim como fazer uma pessoa extremamente desinteressada na Igreja começar a ter um real interesse pelos ensinamentos divinos. Estou disposto a estudar como isso funcionaria; e caso o método funcionasse, estaria disposto a enfrentar a árdua tarefa de implantar uma escola verdadeiramente católica em João Pessoa, a fim de trazer mais almas para a honra e glória de Nosso Senhor Jesus Cristo. Com o sucesso deste método, procuraria a Sra. mais uma vez em outros momentos para saber como eu poderia abrir uma escola, pois neste assunto eu sou um completo ignorante sobre como dar início a uma escola, como administrá-la, como contratar, qual método implantar, se é compatível ou não com o MEC…e etc. Espero o retorno da Sra.; desculpe-me qualquer incômodo.

Que nesse dia da Nossa Senhora Aparecida Ela possa encher a Sra. e a sua família de graças e virtudes.

Um abraço em Cristo Jesus!

Renan.

***

Resposta

Prezado Renan,

Que carta tremenda a sua! Você quer simplesmente saber como fazer para converter as pessoas! Se eu soubesse, filho! Como gostaria de saber!

Mas vou lhe dar algumas indicações:

  1. Primeiro, reze o terço todos os dias. Esse é um paço pequeno, mas fundamental.
  2. Leia o livro Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria, de São Luís de Montfort, prepare-se para a consgaração por um mês e consagre-se à Santíssima Virgem. Ela o guiará. Essas aulas podem ajudar com o livro:

https://www.youtube.com/watch?v=S8Z186apslYhttps://www.youtube.com/watch?v=fupZV-akTPc

  1. Aprenda a fazer meditação e comece a fazer meia hora de meditação todos os dias. Também aqui uma aula sobre isso: https://www.youtube.com/watch?v=Q_83sEgOMJg&t=13s
  2. Leia livros de formação espiritual católica. Sugiro alguns, para começcar: Santo Afonso de Ligório: Prática de amor a Jesus Cristo, Glórias de Maria, A Oração. São Luís de Montfort: Segredo do Santo Rosário. Dom Chautard: A alma de todo apostolado.
  3. Estude muito a doutrina católica. Anexo uma carta que foi escrita por meu marido, falecido, que responde a pergunta de um jovem sobre como começar a estudar. Vai servir para você.

Mas, dirá você, tudo isso não tem nada a ver com o outros. É tudo para mim. É assim mesmo, Renan. Para fazer apostolado, precisamos começar conosco. Pondo-nos muito nas mãos de Nossa Senhora e Nosso Senhor, eles podem nos usar e poderemos ajudar outros.

Para acabar, dou-lhe um conselho só referente diretamente ao apostolado: fale de Nossa Senhora sempre que possível, procure ensinar seus amigos a amá-la e a invocá-la, a usar o escapulário e a a medalha milagrosa. Entregue-os interiormente nas mãos dela. E dê bom exemplo. Pode não parecer, mas são meios poderosos.

Ah sim, sobre os métodos. Métodos de ensino não são essenciais, desde que o professor saiba muito e ame o que ensina. O de Nosso Senhor não era simples? Funcionava. Mas Ele foi crucificado. É isso: quem ensina tem que dizer a e verdade e estar disposto a ser crucificado por ela.

Nossa Senhora o ilumine e conduza. Escreva quando quiser. Você não incomoda.

Salve Maria.

Ivone Fedeli

PS: Estou copiando o Padre Edivaldo e o André Melo, duas pessoas que podem ensiná-las a ajudar os outros muito melhor do que eu.

Leave a Reply