Data: 13-Abr-2019
De: Raphael Scarcella.
Cidade:
Assunto: Calvinismo.

***

Saudações, Prof. André Melo.

Salve Maria!

O senhor pode me responder quais são as ligações do calvinismo com Santo Agostinho?

Em que os calvinistas alegam em Santo Agostinho para validar sua falsa religião?

Se tiver algum artigo ou livro para indicar, seria bom também.

Desde já, agradeço.

Abraços.

Salve Maria!

***

Resposta

Muito prezado Raphael, salve Maria!

A ligação dos calvinistas com Santo Agostinho é como a ligação do falsificador com a moeda falsificada. Ou como a ligação do deturpador das palavras alheias com o autor das palavras objeto de deturpação.

Santo Agostinho combateu o pelagianismo, heresia que desprezava a graça e dizia que o homem se salva pelo seu próprio esforço. Ao combater este erro, Santo Agostinho ensinava que sem Deus nós nada podemos fazer. Ou seja, sem a graça de Deus somos incapazes de realizar qualquer bem por menor que seja.

Os protestantes, distorcendo e dando errônea interpretação ao que ensinou Santo Agostinho, usaram os escritos do santo para defender que a salvação ou a condenação humana se dá somente por uma graça (no caso da salvação) ou pela falta da graça (no caso da condenação). Assim, Deus seria o único responsável pela salvação ou condenação das pessoas.

Para aqueles que quer salvar, Deus dá graças. Aos que quer condenar, Ele as recusa. Como para os calvinistas o homem não tem liberdade, uma vez recebida a graça ele necessariamente agirá bem. Caso não a receba ele necessariamente agirá mal.

A decisão sobre a quem conceder graças e a quem não as conceder Deus já tomou previamente. Para os calvinistas, enquanto alguns nascem predestinados ao céu, outros nascem predestinados ao inferno. Para estes, Deus desejaria objetivamente a condenação e não lhes daria graças para agir bem.

Os homens nasceriam, portanto, já predestinados ao céu ou ao inferno.

Ora, isso é um absurdo, produz a ideia de um Deus cruel e vai contra o que Jesus Cristo pregou: “Eu vim para que todos tenham vinda e a tenham em abundância” Jo, 10,10.

Deus nos fez todos para o céu e, se alguns não se salvam, é porque não correspondem às graças dadas por Deus. É porque usam mal sua liberdade, seu livre arbítrio, que se condenam.

É isso o que ensinou Santo Agostinho e é isso o que a Igreja Católica ensina desde sempre.

 

Salve Maria!

Leave a Reply