1517- Traição de Judas e Sua Condenação ao Inferno

Data

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
image_pdfConverter em PDFimage_printPreparar para impressão

Orlando Fedeli

Traição de Judas e Sua Condenação ao Inferno

 

  • Localização: Londrina – PR

Caro Prof. Orlando, Salve Maria!

Há algum tempo acompanho os estudos e admiro sua inteligência e seu trabalho, só acho um pouco duras, suas criticas a RCC, apesar de não fazer parte do movimento, conheci a achei mais positivo q negativo, porém isso não vem ao caso.

Caro amigo, tenho uma indagação de q já recebi algumas “opiniões”, porém não satisfatórias quero ouvir a sua ou da Igreja, q aceito porém não compreendo inteiramente.

Judas nasceu predestinado a trair Jesus, obviamente ele não teve escolha ou nenhuma chance de mudar esta situação como vemos nas escrituras desde o AT. É nos ensinado pela Igreja que desde o momento em q Judas O conheceu, já nascia em seu coração alguns sentimentos negativos oque é obvio pois ele nasceu p/ negá-lo. É nos ensinado q Judas quis cultivar esses sentimentos, como decepção, revolta, rancor…Porém a verdade é ele não teve chance.

A pergunta:

Por que Jesus que rogou por Pedro p/ q sua fé não desfalecesse, qdo foi solicitado pelo Demonio, não poderia ter rogado por Judas q também era seu amado homem de confiança…

Não q isso mude minha fé, pois acredito q o Senhor nos ama infinita e incondialmente, e não maquinaria nada contra Judas, só queria entender.

Outra coisa: Judas se arrependeu até o extremo, por isso suicidou-se. Sabe-se q suicidio não tem perdão, porém Judas cometeu o maior de todos os crimes, e devia estar desesperadissímo, seria talvéz compreensivel, visto q é humano.?

Fique em Paz e que deseje ser sempre inspirado pelo Espirito Santo para q a verdade prevaleça, feliz 2004!!

—————-

Meu caro, salve Maria

Judas não nasceu predestinado para trair Cristo. Deus não predestina ninguém ao mal. Esse é seu erro. Judas pecou porque quis.

Repare que Cristo, ainda quando Judas o entregou, o chamou de “amigo”: “Amigo a que vieste ?”.

E se Ele o chamou de amigo é que o amava e tentava ainda na última hora converter o traidor.

Judas se perdeu porque achou que seu pecado não tinha perdão. É o pecado de desesperação de salvação, que é um pecado contra a bondade de Deus, contra o Espírito Santo. Por isso, Judas não pediu perdão. Se ele tivesse pedido perdão, ele teria sido perdoado.

Deus não cria nenhum homem para lançá-lo no inferno. E não é porque Deus conhece o futuro que a pessoa peca. Já dei um exemplo, nesse site, que facilita a compreensão do problema.

Estamos no alto de uma torre, e vemos um cego que caminha em direção a um abismo, e lhe gritamos que pare, e ele recusa a nos atender. Se ele cai no abismo e morre, cai e morre porque não quis nos atender, e não porque sabíamos de antemão, que se ele continuasse naquela direção iria morrer.

Não é o saber antecipado de Deus que determina a ação do homem, e sim a sua livre vontade.

Espero ter elucidado sua dúvida. Caso lhe fique ainda algo obscuro, escreva-me, que tornarei a explicar melhor esse problema.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

image_pdfConverter em PDFimage_printPreparar para impressão