1

22- Lavagem cerebral da “TFP”

Orlando Fedeli

Lavagem cerebral da “TFP”

 

  • Idade: 26
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior em andamento
  • Religião: Católica

 

Bom dia,

Salve Maria,

Estou muito feliz em ter descoberto o site dos senhores, tenho alguns amigos que fazem parte da TFP e confesso que por algum tempo frequentei a mesma na busca de algum conhecimento católico pois me confesso um ignorante no assunto, o qual sinto falta de atenção pois infelizmente a igreja não vem atendendo esse que também é o anseio de muitos jovens que conheço.

Um amigo meu levou-me a TFP a uns 2 anos atrás mais ou menos e descobri algumas situações controversas nele, lá é o baluarte da moral, bons costumes, grande defensor da tradição, familia e propriedade só que fora dos dominios de Plinio ouve rock, e vai a casas de mulheres pois o estilo de vida TFP o impede de se casar, além do mais critica a Maçonaria com unhas e dentes e me diz que a tfp tambem possui ritos secretos (não sei o que existe de verdade nisso) mas li algo aqui neste site que confirma isso e fiquei muito curioso pois a TFP julga-se acima do bem e do Mal mas vive em função do dinheiro ostentando a gastança desordenada de seus adeptos como a do Doutor Paulo por exemplo ou bancando os luxos do principe herdeiro dom Bertran.

Não sei se é de vossos conhecimentos, mas agora estão tentando dizer que milagres ocorrem quando alguém reza no túmulo de Plinio Correa rendem graças a sua mãe estão tentando compará-lo a nosso senhor e isso não aceito de forma alguma, e admiro muito quem tem coragem de falar contra eles pois me senti agredido ao ouvir um dos membros dizer que a TFP é o catolicismo e ninguém mais.

Perdoem algum eventual erro em minha escrita, escrevi no calor do momento.

Att.,

 

———-

 

Muito prezado , salve Maria.

Inicialmente, peço que me perdoe a demora em lhe responder. É que sua carta foi-me enviada num pacote, quando eu viajava, e o pacote se perdeu. Só agora o encontrei, e me apresso em lhe responder.

Agradeço-lhe os elogios e a confiança em mim depositada.

Vejo, pelas suas palavras, que o que se ensina ainda “discretamente”, na tfp, continua a ser o que denunciei há muito tempo: “restrições” se não proibição do casamento, cultos secretos delirantes a Dr. Plínio e à mãe dele, relativismo moral, vida suntuosa, e etc.

Parece que lá tudo continua na mesma.

Teria muito gosto em mostrar-lhe documentos sobre tudo isso. Permaneçamos em contato.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.