Apostolado

Data

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Data: 12-Out-2018
De: Renan
Cidade: João Pessoa
Assunto: Apostolado

***

Dra. Ivone, Salve Maria!

Meu nome é Renan Ribeiro, tenho 20 anos, sou de João Pessoa e atualmente estudo Relações Internacionais. Sou catequizando da catequese de Crisma na mesma cidade e me interessei muito sobre a ideia de uma construção de uma escola verdadeiramente católica. É fato que aqui em João Pessoa as escolas católicas não são mais católicas, o que produz um fato alarmante do qual eu posso ver quando vou para a Catequese de Crisma: todos os meus colegas de Crisma não estão nem ai para os ensinamentos de Cristo e de sua Santa Mãe Igreja; muitos não estudam quando chegam em casa e nem se comportam como verdadeiros católicos fora da Igreja. Muitos envolvidos em casos amorosos com acólitos… enfim! É uma bagunça, infelizmente.

A catequese da minha Igreja é relativamente boa, mas o que falta é um método de ensino que aumente o comprometimento dos alunos com a catequese e com a vida católica, que praticamente inexiste nos jovens crismandos de hoje. Tenho esta preocupação pertinente, pois serei catequista de Crisma próximo ano e queria saber se a Sra. poderia me aconselhar sobre métodos pedagógicos dos quais eu, juntamente com os outros catequistas, poderíamos implantar na próxima turma de jovens; fazendo com que eles tenham resultados melhores dos que tem hoje. Quais métodos deveríamos usar? Qual bibliografia básica a Sra. recomenda? Como fazer com que jovens de 14, 15 anos, que ouvem na maioria das vezes músicas depravadas, possam passar a enfrentar a vida espiritual com seriedade e com o estudo da Doutrina Sacrossanta?

É um verdadeiro mistério para mim como fazer uma pessoa extremamente desinteressada na Igreja começar a ter um real interesse pelos ensinamentos divinos. Estou disposto a estudar como isso funcionaria; e caso o método funcionasse, estaria disposto a enfrentar a árdua tarefa de implantar uma escola verdadeiramente católica em João Pessoa, a fim de trazer mais almas para a honra e glória de Nosso Senhor Jesus Cristo. Com o sucesso deste método, procuraria a Sra. mais uma vez em outros momentos para saber como eu poderia abrir uma escola, pois neste assunto eu sou um completo ignorante sobre como dar início a uma escola, como administrá-la, como contratar, qual método implantar, se é compatível ou não com o MEC…e etc. Espero o retorno da Sra.; desculpe-me qualquer incômodo.

Que nesse dia da Nossa Senhora Aparecida Ela possa encher a Sra. e a sua família de graças e virtudes.

Um abraço em Cristo Jesus!

Renan.

***

Resposta

Prezado Renan,

Que carta tremenda a sua! Você quer simplesmente saber como fazer para converter as pessoas! Se eu soubesse, filho! Como gostaria de saber!

Mas vou lhe dar algumas indicações:

  1. Primeiro, reze o terço todos os dias. Esse é um paço pequeno, mas fundamental.
  2. Leia o livro Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria, de São Luís de Montfort, prepare-se para a consgaração por um mês e consagre-se à Santíssima Virgem. Ela o guiará. Essas aulas podem ajudar com o livro:

https://www.youtube.com/watch?v=S8Z186apslYhttps://www.youtube.com/watch?v=fupZV-akTPc

  1. Aprenda a fazer meditação e comece a fazer meia hora de meditação todos os dias. Também aqui uma aula sobre isso: https://www.youtube.com/watch?v=Q_83sEgOMJg&t=13s
  2. Leia livros de formação espiritual católica. Sugiro alguns, para começcar: Santo Afonso de Ligório: Prática de amor a Jesus Cristo, Glórias de Maria, A Oração. São Luís de Montfort: Segredo do Santo Rosário. Dom Chautard: A alma de todo apostolado.
  3. Estude muito a doutrina católica. Anexo uma carta que foi escrita por meu marido, falecido, que responde a pergunta de um jovem sobre como começar a estudar. Vai servir para você.

Mas, dirá você, tudo isso não tem nada a ver com o outros. É tudo para mim. É assim mesmo, Renan. Para fazer apostolado, precisamos começar conosco. Pondo-nos muito nas mãos de Nossa Senhora e Nosso Senhor, eles podem nos usar e poderemos ajudar outros.

Para acabar, dou-lhe um conselho só referente diretamente ao apostolado: fale de Nossa Senhora sempre que possível, procure ensinar seus amigos a amá-la e a invocá-la, a usar o escapulário e a a medalha milagrosa. Entregue-os interiormente nas mãos dela. E dê bom exemplo. Pode não parecer, mas são meios poderosos.

Ah sim, sobre os métodos. Métodos de ensino não são essenciais, desde que o professor saiba muito e ame o que ensina. O de Nosso Senhor não era simples? Funcionava. Mas Ele foi crucificado. É isso: quem ensina tem que dizer a e verdade e estar disposto a ser crucificado por ela.

Nossa Senhora o ilumine e conduza. Escreva quando quiser. Você não incomoda.

Salve Maria.

Ivone Fedeli

PS: Estou copiando o Padre Edivaldo e o André Melo, duas pessoas que podem ensiná-las a ajudar os outros muito melhor do que eu.