Pena de Morte

Data

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Data: 13-Out-2018
De: Jefferson Noronha
Cidade: –
Assunto: Pena de Morte

***

Boa noite, assisti o vídeo de vocês sobre a mudança no catecismo sobre a pena de morte e achei muito interessante, entretanto estou com dúvidas que não foram sanadas no vídeo.

1 – como o um fiel católico, fiel a Igreja e ao Papa, mas que é contrário ao novo entendimento, deve se portar frente a essa mudança sem incorrer em infidelidade? Devemos aceitar, não aceitar, aceitar e orar?
2 – a instabilidade criada com a mudança (contraposição aos 2 mil anos de tradição) pode abrir as portas para mudança de outros pontos?
3 – já houve casos como este na história da Igreja? Aonde papas fizeram ensinamentos contrários a tradição e depois isso foi corrigido?
Espero ter sido claro nas dúvidas. Aguardo retorno.
***
Prezado Jefferson,
Salve Maria.

1- Estamos diante de um dilema, ou se obedece a dois mil anos de história ou a este ensinamento. É claro que devemos mais obediência ao ensinamento anterior e recusar o atual. O erro seria dizer que o papa Francisco não seja verdadeiro papa por causa desta visão errônea. Desobedecer o papa, quando ele ensina errado em casos concretos, é obrigação.

2- Sim. Este é um ponto grave, pode abrir caminho para novas mudanças inconvenientes.
3- Sim. O papa João XXII se auto-corrigiu sobre uma questão de visão beatífica. O papa Honório também foi corrigido. Sem esquecer que o primeiro papa – São Pedro- negou Cristo três vezes. Se estivéssemos naquela época deveríamos seguir São Pedro ou não?
Salve Maria,
Marcelo.